mais centroqrenuniao europeia
imagem1
imagem2

A zona de Alenquer já foi conhecida nas cortes, portuguesa e europeias, pelos seus grandes vinhos, tendo atingido o seu auge durante a Exposição de Londres de 1890. Actualmente, está a regressar ao topo da cena internacional, graças ao empenho dos actuais produtores - as célebres ‘Quintas de Alenquer’, onde se inclui a nossa Quinta do Pinto - que têm desempenhado um papel relevante na valorização e dignificação dos vinhos da região.

Entre as encostas da serra de Montejunto, viradas a sul e a poente, e as margens do rio Tejo, as vinhas da zona de Alenquer - em plena Região Vitivinícola de Lisboa - formam grandes manchas contínuas, protegidas pelas barreiras naturais dos ventos húmidos e frios de origem atlântica. As terras, densamente agricultáveis, favorecem a maturação das uvas e a produção de vinhos mais concentrados.

Na zona de Alenquer - ‘vila-presépio‘ -, percorrem-se as mais castiças aldeias rurais do Oeste, com os seus moinhos e casarios brancos, intercaladas por imponentes casas solarengas e por um conjunto monumental de Igrejas e Conventos de elevado valor histórico.

imagem3